[Resenha] Uma história incomum sobre livros e magia


 Titulo original: A tale of highly unusual magic
Autora: Lisa Papademetriou
Editora: Arqueiro

                Leila e Kai nunca se viram na vida e as possibilidades delas terem alguma coisa em comum quase não existem. Leila está no Paquistão, em uma viagem para conhecer novas culturas e tudo que ela mais deseja é encontrar seu lugar o mundo. Kai chega ao Texas para passar um tempo na casa da tia-avó Lavínia, uma senhorinha extravagante e amante de hip-hop. Essas duas meninas, que não tem qualquer relação de afinidade e nem sequer se viram na vida jamais poderiam desenvolver qualquer espécie de ligação ou amizade. Isso é claro se você não acredita em magia nem na força dos livros.


                Separadas por meio mundo de distância, as garotas encontram em suas respectivas casas de viagem, um livro bastante esquisito. Primeiro nele só tem uma página escrita, as outras estão completamente em branco! E o título da obra não é nada atraente, pois “O cadáver excêntrico” não seria a primeira escolha delas em uma biblioteca. Porém, por mais que as meninas tentem devolver o livro ou até mesmo destruí-lo, parece que ele possui vida própria, aparecendo quase instantaneamente ao redor delas.




                É aí que Kai e Leila se deparam com a maior surpresa de suas vidas: a cada palavra que elas escrevem nas páginas em branco, os segredos guardados naquele livro revelam uma história de amor e principalmente de magia.

                Diferente de tudo o quê as meninas já leram em suas vidas, agora Leila e Kai estão cada vez mais próximas e com suas vidas entrelaçadas, sem ter a menor ideia das surpresas que ainda estão por vim e que mudarão seus destinos para sempre.


                “Uma história incomum sobre livros e magia” é um livro bem diferente do que a maioria dos leitores estão acostumados. Aqui três histórias se entrelaçam de maneira bem inusitada, o quê leva o leitor a enxergar novas e diferentes perspectivas sobre o mundo que nos cerca. A forma como o enredo cresce e a narrativa passa a nos envolver, faz com que nos apaixonemos pelos personagens e tentemos ajudá-los de alguma forma a solucionarem o mistério principal da trama.

                Apesar de não ter sido muito explorada, aqui temos elementos bem característicos da cultura paquistanesa tradicional e moderna. A questão do idioma e da religiosidade são elementos que ajudam a enriquecer a história do livro e apresentam práticas quase que totalmente desconhecidas por nós. Já no lado ocidental da história também conhecemos novas culturas que nos abrem possibilidades científicas bem legais.



Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). 
Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário