[Resenha] O presente do meu grande amor


Título original: My true love gave to me
Autora: Stephanie Perkins
Editora: Intrínseca

                Doze histórias de fim de ano que abordam questões familiares normalmente complicadas e que de certa forma estão presentes na rotina de todos nós. Quase todos os contos merecem um livro isolado (falando à moça que precisa de um dia de 30 horas pra dá conta das leituras atrasadas), pois deixam um gostinho de quero mais e aguçam a curiosidade do leitor para saber o que aconteceu após a última linha escrita pelo autor! Aqui, o Natal e o Ano Novo são o cenário para questões cotidianas: como a relação entre pais e filhos, casais de namorados, amizades verdadeiras e outras questões presentes na vida de qualquer pessoa ganham um significado maior e mágico devido à época especial em que acontecem!


                Em “Meias-Noties” primeiro conto do livro a gente tem de cara uma história super fofinha da Rainbow Rowell. O conto se passa sempre alguns segundos antes da virada do ano, durante quatro anos seguidos, e mesmo sem muitas descrições e repleto de diálogo o leitor se sente envolvido pela história, torcendo para que os personagens se entendam.

                O segundo conto “A dama e a raposa”, da Kelly Link traz mais fantasia a essa tão mágica que é o natal. Confesso que eu não conhecia a autora e que me surpreendi com a narrativa dela. Aqui a história acontece da véspera para o dia de Natal e assim como a anterior, se passa em alguns anos diferentes.


                Além desses contos, eu gostei bastante dos contos de Jenny Han, Stephanie Perkins, Holly Black, Ally Carter e Gayle Forman. Os outros autores que participaram do projeto não me afetaram em nada, são apenas visões diferentes sobre a festa/ feriado, como você queira chamar. Todas as histórias são sobre casais que podem ou não ficar juntos.


                Alguns contos abordam temas que não tem necessariamente relação apenas com o natal e merecem ser debatidos em qualquer época do ano, como: relacionamento homoafetivo, exploração do trabalho de imigrantes, construção de novas famílias e a adaptação de pessoas com culturas diferentes em outras cidades.

                As festas de final de ano aparecem aqui como cenário para o desenrolar de  temas mais profundos e que fazem parte do atual mundo em que vivemos. Para ser bem sincera, acho que o único conto que não teve nenhuma influência foi o da Laini Taylor, que achei bastante confuso, fazendo até com que em alguns momentos a ideia de conto natalino passasse despercebida.



                No mais, adorei o livro. A resenha está saindo agora, mas eu li “O presente do meu grande amor” em dezembro, no esquema de “Buddy Reader”, com algumas amigas antes do natal. Eu já conhecia alguns autores do livro e tive meu primeiro contato com outros, isso sem contar a Stephanie Perkins, que é uma das queridinhas da minha estante. Caso você ainda não saiba, no ano passado (2016) foi lançado lá fora e aqui no Brasil o livro “Summer days and Summer nights” ou “Aconteceu naquele verão”, que também foi organizado pela Stephanie e traz 12 histórias de verão escritas por autores diferentes do primeiro livro.

Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). 
Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

2 comentários :

  1. Olá, eu acho um amorzinho esse livro e por causa disso comprei o livro com os contos de verão :) Meias noites se tornou meu queridinho e o único que verdadeiramente não gostei foi o da Laini Taylor, achei muito confuso também. Percebi que da Laini não gostei nem de romance e nem do conto...bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leila,

      Eita então nós temos gostos bem parecidos para leitura. Eu acho que a Laini quis inovar tanto na história que se perdeu. Obrigada por deixar seu comentário. Bjoxxx

      Excluir