[Resenha] Sedução ao amanhecer


Título original: Seduce me at Sunrise
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro

      Desde que chegou a casa da família Hathaway, o cigano Kev Merripen é apaixonado pela frágil e bem-educada Win Hathaway. Ele chegou à casa da moça ainda criança, após ser espancado quase até a morte e deixado à própria sorte por sua tribo cigana. Após ser acolhido e tratado de seus ferimentos, Kev teve total liberdade para deixar a casa da família, porém atraído pela beleza angelical de Win, ele passou a lutar contra seu sentimento cigano de não fixar raízes. Além de sua paixão secreta, Merripen se sente em dívida com os Hathaways, que passaram a trata-lo como um verdadeiro membro da família, mas para o cigano ele não passa apenas de um empregado e a única aproximação que aceita ter com a família é fazer as refeições na sala de jantar.


      Ainda criança Win passou a ser considerada a mais frágil das meninas Hathaway e talvez o fato de ser mais diferente do que as irmãs tenha sido o principal motivo para que ela recebesse esse tipo de cuidado. Mas, após a morte dos seus pais, a jovem foi acometida pela terrível escarlatina, uma doença que poderia levar à morte (como aconteceu com Laura, a noiva de Leo). Com medo de perder a sua amada, Kev preparou um remédio que salvou a vida de Leo (também acometido pela doença) e de Win porém diferente do irmão a jovem nunca ficou completamente recuperada, passando a ser tratada com ainda mais zelo, beirando a invalidez.


      A história desse livro começa quando Win e Leo estão partindo para a França, com o objetivo de levar à jovem para realizar um tratamento que irá curá-la de todos as sequelas deixadas pela escarlatina. A viagem deixa Merripen completamente desorientado e irritado, mas ao invés de ir atrás de sua amada, o cigano prefere se omitir e decide que irá para a Casa Ramsay, em Hampshire cuidar das necessidades dos arrendatários e fazer a propriedade prosperar.

      O tempo passa e depois de quase dois anos os irmãos estão de volta à Londres. Agora, Win transformou-se uma mulher encorpada e mais segura de si mesma, o que faz a jovem deixar transparecer sua personalidade forte, antes escondida por trás de sua “frágil” aparência. Acompanhando o retorno dos irmãos ao seio familiar, está o médico Julian Harrow que foi o responsável pelo tratamento da moça. Mas, o motivo da visita do médico não é apenas acompanhar a paciente em sua viagem de volta, Harrow deseja pedir a mão de Win em casamento e a visita é para conhecer a família de sua “amada”.


      Julian Harrow é um renomado médico francês, responsável por uma das clínicas mais conhecidas da Europa. A fama dos tratamentos eficazes que são aplicadas em sua clínica, tornaram Julian um médico famoso e bastante requisitado pelas famílias da alta sociedade francesa. Mas, o que as pessoas não conseguiam entender era como um médico tão eficiente não foi capaz de salvar sua primeira esposa da morte, deixando a sociedade e principalmente a família da jovem bastante intrigada.

      Agora, Merripen precisará deixar Win conhecê-lo de verdade e para isso todos os segredos deverão ser revelados. O casal precisará  se redescobrir para provar que um amor que surge na infância pode atravessar as barreiras do tempo e principalmente todas as adversidades que a vida pode impor.



      Apesar da história de amor entre Kev e Win ser linda, o primeiro amor da infância que resiste a todas as adversidades da vida, algumas coisas neste livro me deixaram um pouco incomodada. Acredito que apesar de todo amadurecimento da jovem, o personagem ainda poderia ter sido um pouco mais bem construído. O fato do leitor e da própria família da jovem não acompanharem essa “mudança” de personalidade é o que mais me deixou intrigada, por que afinal de contas ninguém muda sua essência. A personalidade forte e decidida de Wim deveria ter aparecido desde o primeiro livro. Outra coisa que não gostei muito foi o fato da relação dos dois ser do tipo “A bela e a fera”, a jovem frágil que é apaixonada por um homem bruto e vice-versa, principal dilema da história do casal. Sinceramente, achei isso totalmente desnecessário. 

      Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário