Antes que eu vá


Eu não imaginava o quanto essa história mexeria comigo
Ficha técnica:

Título: Antes que eu vá (Before I fall)
Subtítulo: 
Autor(a): Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
Edição: 1ª Impressão
Gênero: Morte/ Relações Humanas/ Autopercepção/Conduta/Drama
Ano de publicação: 2011
Quantidade de páginas: 356
Quantidade de capítulos:  Prólogo + 7 + Epílogo

Resenha:

   Olá pessoal! Hoje eu vim falar sobre um livro que mexeu muito comigo, principalmente no que diz respeito aos sentimentos e como a gente precisa aprender a lidar com as circunstâncias da vida. Não por acaso que esse é um daqueles livros que você nunca quer que termine e quando você finalmente chega a última página, o seu envolvimento com o destino dos personagens é tanto que é difícil se separar do livro quando ele acaba.


Diferente de muitos livros, a lombada é uma extensão da quarta capa
    "Antes que eu vá" traz a história de Samantha Emily Kingston, ou simplesmente Sam, que aos 17 anos morre tragicamente em um acidente de carro. Porém, após o acidente ela não "se vai" definitivamente, ao longo dos sete capítulos da história ela volta a reviver o último dia de sua vida.


Uma das capas mais lindas da minha pratileira
   A cada "novo" dia Sam tenta encontrar maneiras de corrigir o que deu errado no seu último dia de vida para tentar escapar do seu destino. O que mais emociona nesse livro e faz você como leitor não querer se separar dele são as descobertas que protagonista faz durante suas idas e vindas.


Segunda capa sem grandes detalhes
   O dia da morte de Samantha não é um qualquer. Todos os anos acontece na escola em que ela estuda o Dia do Cupido, em que os alunos enviam Namogramas (rosas vermelhas com bilhetinhos) para os amigos, namorados e até mesmo inimigos, mas para esses só com recadinhos irônicos. Sam tem três melhores amigas: Elody, Lindsay e Ally. Juntas elas são as garotas mais populares da Escola Thomas Jerffeson e por causa disso muitas vezes acham que estão acima de todas as regras sociais dentro e fora a instituição.
   Ao longo do dia muitas coisas acontecem com Sam, porém a que mais lhe intriga é o convite que Kent, seu ex-melhor amigo faz. Ele dará uma festa em casa e espera que a jovem apareça por lá. O problema é que, após começar a sair com as garotas, principalmente Lindsay, ela acha que não pode e não deve mais ser amiga nem falar com as pessoas que suas amigas não consideram legais.


A diagramação simples é um charme à mais nesse livro
Cada novo capítulo é um recomeço
   A rotina de Sam é bem comum a maioria das adolescentes e é em meio a essa normalidade que após a morte, ela começa a busca pelo autoconhecimento e pela tentativa da remissão dos erros do passado.


Detalhe da diagramação
Um dos trechos que mais gostei na história
   Sem sombra de dúvidas é um dos melhores livros que já li na vida. Super emocionante, lindo e muito bem escrito. Lauren Oliver soube trabalhar as emoções mais profundas ao escrever esse livro e por isso, além de mexer com as emoções que já surgem naturalmente entre o leitor e os personagens do livro, esse enredo trabalha mexe bem lá no fundo das suas emoções. 
  Acho que "Antes que eu vá" foi o primeiro livro que deixei de lado por alguns dias, antes de concluir a leitura, com o desejo que a história nunca tivesse fim. 
   A diagramação do livro é simples, com fonte/margem e espaçamento bem construídos e que permitem a rapidez durante a leitura. Gosto de livros assim, mas a minha edição veio com alguns problemas de revisão textual, o que em certos trechos me fazia ter que parar e voltar um pouco a leitura. 


Adorei essa foto da autora na orelha do livro
  Espero que vocês realmente tenham o prazer de ler esse livro um dia. Seja pela estória, emoções trazidas ou mesmo pela curiosidade da leitura. Vale muito à pena saber como uma pessoa pode realmente se redimir de antigos erros. 
   Vou deixar aqui em baixo o book trailer que a Editora Intrínseca preparou para o lançamento do livro:



   Obrigada por acompanhar meu trabalho pessoal. Bjoxxx e até a próxima.

Share this:

JOIN CONVERSATION

2 comentários :

  1. Oi, Thati!
    Que bom que você gostou do livro, gostou tanto que quis prolongar a leitura (risos), espero que eu goste também. Não conhecia a autora, mas parece uma obra bem profunda, boa para refletir um pouco sobre a vida, principalemente quem está na faixa etária da protagonista, como eu. Espero ler em breve, adorei o booktrailer e as fotos.
    Beijos.
    http://leituraassidua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou da resenha Mylane. Sim, esse livro mexe com os nossos sentimentos e provoca uma reflexão séria sobre o que estamos fazendo com a nossa vida. Obrigada pelo comentário, Bjoxxx

      Excluir