Prenda-me, por favor!




Capa com a foto da gangue dos aposentados
Ficha técnica:

Título: Prenda-me, por favor (Kaffe med ran)
Subtítulo: Quando a vida em uma prisão sueca se torna mais atraente que a rotina do asilo, é hora de armar o assalto perfeito
Autor(a): Catharina Ingelman-Sundberg 
Editora: Gutenberg
Edição: 1ª Impressão
Gênero: Ficção de mistério/Comédia/Policial/Ficção sueca
Ano de publicação: 2013
Quantidade de páginas: 333
Quantidade de capítulos: Prólogo+75 + Epílogo 

Resenha:

     Olá pessoal. Hoje estou aqui para resenhar o primeiro livro recebido de parceria com a Editora Gutenberg, que é parceira aqui do blog. Muito obrigada editora e espero que esse seja o primeiro de muitos posts da  nossa parceria.


Detalhe da lombada
    Em "Prenda-me, por favor" conhecemos a rotina de um asilo para idosos e como eles se sente em quanto moram lá. Mas por ficar despreocupado, pois os cinco protagonistas desse livro não são nada bobos. Martha (79), Snillet (78), Anna-Greta (81), Stina (77) e Krattan (84) vivem no Lar Diamante S/A e não estão nada satisfeitos com o atendimento que estão recebendo no abrigo. A comida é péssima, a enfermeira responsável pelo atendimento é uma megera e o preço da mensalidade só aumenta. 
     Após assistir uma reportagem sobre a vida nos presídios de Estocolmo, Martha percebe que a vida dos presos é bem melhor que a sua e de seus amigos. Então ela tem a brilhante ideia de realizar um grande assalto para assim, ser presa e ter uma qualidade de vida melhor.
Visão geral da capa
    Porém, para realizar seu plano ela precisa da ajuda dos seus queridos amigos do Lar Diamante. Assim ela consegue convencer os outros velhinhos que fazem parte do coral, a se arriscarem em um assalto. 
    A primeira investida da gangue dos aposentados é contra o Grande Hotel de Estocolmo. Lá eles armam um plano para arrombar o cofre do hotel e roubar tudo o que estiver dentro. A investida é bem sucedida, mas não é suficiente para mandar os velhinhos para a prisão, principalmente por que ninguém acredita que eles tenham realizado o assalto. 


Segunda capa do livro
    Decepcionada por não ter sido presa, Martha arma outro plano. Agora ela e a gangue querem roubar dois quadros do Museu Nacional de Estocolmo, um Monet e um Renoir. É claro que dessa vez eles iriam arriscar suas próprias vidas, mas se tudo desse certo o sonho de ir morar da prisão seria realizado. Mas, será que o crime realmente compensa? Principalmente na terceira idade?
    Adorei a diagramação do livro, bem simples com páginas amareladas. Não percebi nenhum erro de tradução e a margem, o espaçamento e a fonte estava todos muito bem cuidados e ajudaram a fluência da leitura. 


Diagramação simples 


Um dos trechos que mais gostei
   Esse foi o primeiro livro que li da Catharina Ingelman-Sundberg. Realmente eu não conhecia essa autora sueca, formada em arqueologia, história, história da arte e jornalismo. Ela tem 17 livros publicados e em 1999 ganhou o prêmio literário sueco Widding. 
Fotinha da autora
   Por hoje é isso pessoal. Espero que vocês tenham gostado. Bjoxxx e até a próxima. 

Share this:

JOIN CONVERSATION

2 comentários :

  1. Adorei sua resenha, mas... Esse livro tem a história muito bizarra, o que por sinal deve torná-lo bem engraçado! Engano-me?
    Beijos, estou seguindo o blog e adorei seu marcador personalizado.

    http://leitoravintage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mylane, o livro é engraçado sim! Em muito momentos me peguei rindo som as ações da gangue dos aposentados. Obrigada pela visita! Bjoxxx

      Excluir